quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O Vento e a Montanha




Um dia o Vento percorria o mundo até que encontrou uma Montanha que estava em seu caminho. Por mais forte que soprasse o Vento, a  Montanha não saia do lugar.
A Montanha viu o esforço feito pelo vento, acabou caindo em gargalhada e disse:
- Sopre o quanto quiser, por mim não passará, sou intransponível, sou a Montanha, nada nessa terra é mais forte do que eu.

O Vento derrotado e sem forças uivou:
- Volto amanhã e passarei por você!
Toda manhã o Vento voltava e toda tarde cansado ele fazia a mesma promessa:
- Volto amanhã e passarei por você!

A Montanha por sua vez ria do insignificante esforço do Vento, e de como era engraçado algo tão fraco desafiar algo tão poderoso.

O Vento durante anos veio enfrentar a Montanha, sempre com a mesma conclusão. Até que notou uma diferença, a Montanha já não mais ria.
Voltou no outro dia, e no dia depois daquele e assim sucessivamente, e viu a Montanha perder o orgulho e pomposidade , minguava de pouco a pouco agora no mais absoluto silêncio.

O que era antes uma muralha gigantesca de pedra agora se resumia em um punhado de areias compondo um novo deserto.  Erodido pelo Vento a Montanha, agora Deserto tinha que se contentar calado toda vez que o Vento  por ali passava e brincava  jogando pro alto os seus pequeninos grãos de areia.

Com sua nova estabelecida humildade o Deserto murmurou baixinho:
- Nem sempre o que vence é o mais forte, e sim o mais persistente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário